Após um mês em greve, bancários de São Carlos voltam ao trabalho

Após um mês em greve, bancários de São Carlos voltam ao trabalho

Compartilhar

Após 1 mês, os bancários de São Carlos decidiram em assembléia encerrar a greve e aceitar a proposta da Federação Nacional do Bancos (Fenaban).
A paralisação afetou 129 agências e postos de atendimento, segundo os sindicatos.
Os funcionários dos bancos privados, Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal (CEF) voltam ao trabalho nesta sexta-feira (07/10).

caixa-02
A categoria aceitou a terceira oferta apresentada pela Fenaban na noite de quarta-feira: reajuste de 8% em 2016 e abono de R$ 3.500.
A proposta também inclui aumento de 10% no vale refeição e no auxílio-creche-babá e de 15%, no vale alimentação. Os bancos também se comprometeram a garantir aumento real de 1% em todos os salários e demais verbas.
O acordo proposto pelos bancos tem validade de dois anos. Para 2017, os salários serão reajustados pela inflação (INPC/IBGE), mais 1% de aumento real.
De acordo com os sindicatos, cerca de 300 bancários da região de São Carlos aderiram à greve desde o dia 6 de setembro. Pelo menos 22 agências da cidade ficaram fechadas. Em Araraquara, 33 delas interromperam o atendimento, afirmou Lauriberto Viganon, presidente do Sindicato dos Bancários de São Carlos e região.

Compartilhar