Brasileiros criam sorvete que reduz efeitos colaterais da quimioterapia

Brasileiros criam sorvete que reduz efeitos colaterais da quimioterapia

Compartilhar

Yahoo – (Pixabay)

Pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina, a UFSC, descobriram uma maneira de reduzir os efeitos colaterais da quimioterapia em pacientes com câncer. Eles criaram um sorvete sem lactose e sem glúten que consegue amenizar problemas sofridos pelos pacientes. Desenvolvido com fruta, azeite de oliva desodorizado, whey proteína isolado e fibra, o alimento foi desenvolvido em parceria com uma fábrica de Florianópolis em três sabores: morango, chocolate e limão.

O sorvete foi testado durante um ano por pacientes do Hospital Universitário da UFSC e os resultados são promissores. “Por ser gelado, ele ajuda a anestesiar a cavidade bucal, que é uma das consequências do tratamento, que são as mucosites, sapinhos, enfim, que tanto dificultam a ingestão alimentar”, aponta Raquel Kuerten de Salles, professora do departamento de Nutrição da UFSC e uma das responsáveis pelo estudo.

Giovanna Steffenello, médica da equipe de hematologia do hospital, explica que os pacientes que passam por quimioterapias costumam ter dificuldades para comer. “O paciente sente bastante náuseas, às vezes até o cheiro da comida pode incomodar”, afirma, em entrevista à NSC TV.

Os pacientes que experimentaram o sorvete garantem que o sabor é agradável e que os efeitos são vantajosos. “Desce fácil, é maravilhoso. Os sabores são todos muito bem escolhidos para não dar nem um pouco náusea”, afirma um dos pacientes.

Compartilhar