Denúncia: Deputado Massafera é flagrado estacionando carro em vaga de deficiente físico

Denúncia: Deputado Massafera é flagrado estacionando carro em vaga de deficiente físico

Compartilhar

O deputado estadual de Araraquara, Roberto Massafera (PSDB), que tem como área de atuação a gestão pública, foi flagrado por um cidadão, estacionando seu veículo em uma vaga exclusivamente para deficiente físico.

No vídeo, a pessoa que flagrou a falta de respeito com os deficientes físicos ficou revoltada com a situação, sendo que o deputado deveria dar o exemplo, por ser uma pessoa pública que representa a população.

O vídeo se espalhou rapidamente pelas redes sociais e em grupos de comunicação.

A princípio, a assessoria do deputado informou que ele possui problemas crônicos de coluna e, por isso, possui a carteirinha para estacionar em vaga preferencial específica.

A assessoria do deputado Massafera acabou confirmando que ele tem direito a vaga para “idoso” e o veículo que utiliza estava com o cartão de identificação regular exposto sobre o painel. A assessoria disse ainda, que o deputado admite a falta de atenção ao estacionar sobre a vaga de deficientes físicos, ao lado da destinada aos idosos e lamenta os transtornos causados.

Apesar do pedido de desculpas do deputado, a situação ficou chata e muitas pessoas acabaram criticando a postura do deputado.

 

Quem tem direito a usar as vagas destinadas aos portadores de deficiência?

Direito este conferido ao portador de deficiência física, seja ele condutor ou passageiro, que se enquadre em uma das três condições abaixo:

  • Pessoas com deficiência física ambulatória no (s) membro (s) inferior (es). Ou seja, pessoas que, devido a sua deficiência física nas pernas e/ou pés, têm dificuldades para caminhar;
  • Pessoas com deficiência física ambulatória autônoma, decorrente de incapacidade mental. Ou seja, pessoas que, por conta de sua incapacidade mental apresentam dificuldades para andar por si só. Caso o portador não possa assinar, há a necessidade de apresentação de documento de representação legal como: Interdição, Curatela ou Procuração.
  • Pessoas com mobilidade reduzida temporária, com alto grau de comprometimento ambulatório, inclusive as com deficiência de deambulação / caminhar temporária mediante solicitação médica. Pessoas que, por alguma razão como, por exemplo, uma cirurgia ficou temporariamente com dificuldades graves para se locomover.

 

Aos que se acostumaram a parar “rapidinho” em vagas exclusivas para deficientes físicos, uma péssima notícia. Estacionar em vagas reservadas para deficientes físicos de forma indevida pode gerar uma autuação de R$ 293,47, além da inclusão de sete pontos no prontuário da CNH pela infração gravíssima.

 

 

Compartilhar