Departamento de Saúde e Vigilância Epidemiológica realizaram ciclo de palestras na empresa...

Departamento de Saúde e Vigilância Epidemiológica realizaram ciclo de palestras na empresa Inforpostes em Ibaté

Compartilhar

O Departamento de Saúde de Ibaté, através da Vigilância Epidemiológica, em parceria com a empresa  Inforpostes, participou da Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (SIPAT), a qual oferece aos seus funcionários palestras, dinâmicas e orientações, vindo este ano também, através do Departamento, abordar os temas  relacionados a prevenção das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), Dengue e Tuberculose para seus colaboradores.

De acordo com os palestrantes, os novos temas abordados na  SIPAT, se deram devido a grande importância que cada um deles representa para a sociedade.

Com início na terça-feira, 23, a Técnica de Enfermagem do Trabalho, Marli Cristina Janazzi do Centro de Referência Especializado em Saúde do Trabalhador (CEREST), falou sobre as DST, seus cuidados e prevenções.

Logo após a palestra, as equipes de Atenção Básica á Saúde, da Vigilância Epidemiológica e do Hospital Municipal de Ibaté, realizaram testes rápidos de HIV e Sifilis nos presentes, sendo feito apenas nos que tiveram interesse, deixando livre a sua realização ou não.

Já na quarta-feira, 24, a Enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Paula Solezzi Fiorani, falou sobre um dos mais comentados temas dos últimos meses, a Dengue, abordando suas causas e orientando para os cuidados a serem tomados para evitar a proliferação do mosquito transmissor e consequentemente suas doenças.

Encerrando o ciclo de palestras, na manha desta quinta-feira, 25,  foi realizada uma conversa com as Enfermeiras Elaine Sartorelli e Lilian Aneda, destacando o tema Turbeculose, onde na ocasião  foram abordadas as suas causas, seus sintomas, cuidados e diagnósticos.

As palestras realizadas são ações de promoção à saúde e a prevenção de doenças. As empresas interessadas em participar do projeto e proporcionar  palestras a funcionários, devem entrar em contato com a Vigilância Epidemiológica, através do  telefone (16) 3343 – 5030.

Compartilhar