Greve dos professores das escolas estaduais atinge Ibaté

Greve dos professores das escolas estaduais atinge Ibaté

Compartilhar

Após assembleia realizada na noite de terça-feira (14/03), na sub-sede regional da Apeoesp em São Carlos, os professores decidiram paralisar as atividades a princípio por um dia. A greve acontece nesta quarta-feira, 15, e atinge todas as cidades da região. Além de São Carlos, profissionais da educação de Ibaté, Ribeirão Bonito, Descalvado e Dourado aderiram ao movimento.

“Na pauta de reivindicação da categoria consta a luta contra a reforma da Previdência e o piso nacional dos professores”, afirmou o Conselheiro Estadual da Apeoesp em São Carlos, Ronaldo Motta.

Em Ibaté, as escolas atingidas pela greve são: Jardim Cruzado, Icaraí, Fúlvio Morganti e Edésio Castanho.

Acompanhe abaixo a pauta de reivindicações da Apeoesp:

“- Contra a Reforma da Previdência, que acaba com o direito à aposentadoria dos trabalhadores e trabalhadoras, prejudicando as professoras. Repudiamos esta reforma e não admitimos que sejam apresentadas emendas ao projeto do governo.

– Por reajuste salarial imediato rumo à aplicação da Meta 17 do Plano Estadual de Educação (equiparação salarial com as demais categorias com formação equivalente)      

– Pelo currículo máximo no ensino médio – contra a retirada de disciplinas (currículo mínimo). Por educação de qualidade em todos os níveis.      

– contra a retirada de direitos, contra os retrocessos”.

 

Compartilhar