Guarda Municipal de Ibaté recebe curso de padronização e técnicas operacionais

Guarda Municipal de Ibaté recebe curso de padronização e técnicas operacionais

Compartilhar

Os agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) de Ibaté receberão, durante esse mês, um curso de capacitação e aperfeiçoamento operacional. A atividade busca o aprimoramento de técnicas e estratégias de segurança da corporação.

O curso será ministrado em dois dias, 20 e 21 de outubro, pelo instrutor Júlio Marques Madeira Neto, da Guarda Municipal de Bebedouro (SP), que é certificado no Curso de Observador Militar de Força de Paz da Organização das Nações Unidas (ONU), promovido pelo Instituto de Treinamento de Operações de Paz.

Esse curso faz parte da valorização da Guarda Municipal, projeto que o prefeito José Luiz Parrella (PSDB) tem desde que assumiu a Prefeitura de Ibaté, pela terceira vez, em 1º de janeiro de 2017. “Assim que vencemos as eleições, em 2016, e assumi no começo desse ano, disse que minha bandeira seria a Segurança Pública, que lutaria por uma cidade segura e sem drogas, e é isso que estamos fazendo. Esse curso vem de encontro com as necessidades da nossa Guarda Municipal e vai ajudar muito a nossa corporação no dia a dia, durante os patrulhamentos”, disse o chefe do Executivo.

O comandante da Guarda Municipal, Vitor Reis, enfatizou que cursos como esse, são muito importantes e irão ajudar a corporação. “Sempre precisamos nos atualizar, reciclar e tomar como exemplo ações que estão dando resultado em outras corporações. O instrutor Júlio está sempre por dentro das novidades, quando se fala em Guarda Municipal, e tem muito para nos ajudar e ensinar”, comentou.

O prefeito destacou que a corporação está pronta para ajudar e dar segurança à população. “A Guarda Municipal está aí para olhar os Departamentos Públicos e para dar segurança à toda população”, apontou.

Zé Parrella também lembrou que a segurança é obrigação do Governo do Estado de São Paulo, mas que a administração está empenhada em ajuda nessa área. “Eu quero é segurança, sei que a grande responsabilidade é do Governo do Estado de São Paulo, mas o que eu puder fazer para que Ibaté seja uma cidade segura e sem drogas eu vou fazer”, finalizou.

Compartilhar