Ibaté participa de simpósio de atividades físicas adaptadas

Ibaté participa de simpósio de atividades físicas adaptadas

Compartilhar

O município de Ibaté, com o apoio e incentivo do Prefeito José Luiz Parella, sendo representado pelo diretor Alexandre Moraes Gaspar da Escola Municipal “Julio Benedicto Mendes”, participou da 20ª edição do Simpósio SESC de Atividades Físicas Adaptadas realizado na cidade de São Carlos entre os dias 28/08 à 31/08.

O principal objetivo do evento foi divulgar o conhecimento produzido por pesquisadores e profissionais da Educação Física Adaptada e áreas correlatas, promovendo a inserção de pessoas com deficiência e/ou necessidades especiais na prática de atividades físico-esportivas e de lazer.

O evento teve participação de professores e alunos de Educação Física, Fisioterapia, Psicologia, Educação Física Adaptada, Educação Especial, Terapia Ocupacional, Pedagogia e interessados em geral que atuam em ambientes de educação formal e não formal como secretarias municipais e estaduais de esportes, escolas particulares e públicas, clubes, instituições particulares e projetos sociais.

De acordo com Gaspar, o evento é importante para que os professores aprimorem o que já estão desenvolvendo em suas aulas, ou seja, a inclusão e a participação efetiva de todos os alunos. “Esse ano o destaque foi com relação aos Direitos Humanos e prestação de serviços inclusivos: empoderamento e participação de pessoas com deficiências em atividades esportivas e de lazer. Temos que ressaltar e conscientizar nossos alunos que somos diferentes, cada um com suas habilidades e dificuldades, e que se ajudarmos o próximo o mundo será cada vez melhor. A participação de Ibaté é importante para o aperfeiçoamento e atualização, uma vez que os conhecimentos obtidos serão repassados para os docentes de Educação Física na Hora de Trabalho Pedagógico Coletivo (HTPC), para que coloquem em prática com os alunos da Rede” ressaltou Gaspar.

Para o prefeito José Luiz Parella (PSDB), é necessário que o docente esteja em constante processo de formação, buscando sempre se qualificar, pois com uma formação continuada ele poderá melhorar sua prática docente. “A formação continuada é importante para o docente, já que através dela ele amplia conhecimentos e faz uma autoavaliação, melhorando a qualidade de ensino da Rede”, destacou o chefe do Executivo.

Compartilhar