Idosos de Ibaté passam por orientação de nutricionistas

Idosos de Ibaté passam por orientação de nutricionistas

Compartilhar

Na manhã de sexta-feira (31/03), os idosos frequentadores do Centro de Convivência da Melhor Idade de Ibaté passaram por avaliações com nutricionistas, que foram até o local fazer uma visita.

As nutricionistas Camila Zuliani Meneguetti e Leny Lourenço orientaram os idosos e também fizeram uma série de ações como medir a glicemia para saber o nível de açúcar no sangue, podendo informar sobre a diabetes, também aferiram a pressão arterial, realizaram um processo para ver como os freqüentadores estão em relação ao peso, entre outras avaliações, e com base em cada resultado apontavam soluções para que possam ter uma melhor qualidade de vida.

As profissionais também deram orientações sobre alimentação saudável. “No Centro de Convivência da Melhor Idade os idosos sempre realizam atividades com o intuito de melhorar a qualidade de vida deles, essa realizada com as nutricionistas tem esse intuito, o de orientar sobre uma alimentação saudável e também de poder saber como está a saúde de cada um deles”, observou o prefeito José Luiz Parrella (PSDB).

O prefeito enfatizou que a Prefeitura sempre pensa no bem estar da população, principalmente para as pessoas da terceira idade. “Esses idosos que freqüentam o Centro de Convivência já trabalharam por uma vida toda, agora podem vir aqui e ter momentos de lazer, tomam café da manhã e interagem com os amigos, participam das atividades esportivas e recreativas, vão visitar outras cidades e também em bailes”, ressaltou Zé Parrella.

 Exemplo

 O Centro de Convivência da Melhor Idade de Ibaté tem sido referência em toda a região central do Estado, devido não somente ao tratamento, mas também pelas atividades realizadas e os benefícios oferecidos aos freqüentadores.

O serviço atua na cidade há 13 anos e realiza atendimento preventivo de saúde com idosos independentes, promovendo convivência social e diversas atividades: alimentação, grupos terapêuticos, aferição da pressão arterial, educação física, caminhada, pintura, crochê, bordado, , tapeçaria, passeios e festas.

Atualmente o espaço atende cerca de 150 pessoas e é coordenado por Dirce Peruchi. “Temos espaço e condições para atender todas as pessoas interessadas e o Centro funciona de segunda-feira a sexta-feira e está sempre de braços abertos a quem nos procura”, garantiu.

Procurando atender sempre bem e melhorar a saúde, um ponto importante tem sido destaque, a recuperação da autoestima dos idosos.

A terapeuta ocupacional Carolina Tagliatela relata que muitos chegaram ao local com muita dificuldade para caminhar, fazer movimentos rápidos e com medo de tudo, mas que aos poucos foram redescobrindo a autoconfiança e se permitindo melhorar a qualidade de vida. “Hoje eles brincam, dançam, conversam, contam histórias de suas vidas, é uma verdadeira família constituída ao longo desse período. São ‘jovens’ idosos”, disse.

O local oferece gratuitamente aos freqüentadores, as seguintes atividades: curso de bordado e tricô, alongamentos, dinâmicas, relaxamento, massagem, oficina da memória, dança, grupo terapêutico, horta, plantio de rosas, passeios, entre outras atividades que estimulam o exercício mental, a fim de prevenir doenças relacionadas a memória, como por exemplo o Alzheimer.

O Centro de Convivência está localizado na rua João Alteia nº 209, Jardim Menzani e atende de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30. O atendimento é gratuito.

Compartilhar