Ipem aponta irregularidades com quantidade a menos em quase metade dos produtos...

Ipem aponta irregularidades com quantidade a menos em quase metade dos produtos para festas juninas

Compartilhar

Especialistas do Ipem-SP (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo), autarquia do Governo do Estado que tem como finalidade proteger o consumidor, realizaram na quinta-feira, 13 de junho, a análise de produtos típicos de festa junina, durante a operação “Pulando a Fogueira”.

 

Nos laboratórios do instituto localizados na capital, em Bauru, Campinas, São Carlos e São José do Rio Preto, foram analisados 39 produtos, dos quais 19 (49%) apresentaram irregularidades.

 

Confira a tabela com as irregularidades encontradas pelas equipes de fiscalização. Acesse aqui.

 

O objetivo da operação foi verificar a fidelidade das indicações de quantidade, peso ou volume nas embalagens de produtos típicos, como paçoca, pé-de-moleque, vinho, pinga, milho para pipoca, amendoim, canjica, fubá, doce de abóbora, itens de decoração e até fogos de pequena potência (biriba, estalo, traque, fósforo de cor).

 

“A finalidade desta operação especial é analisar se as quantidades de produtos contidos nas embalagens são as indicadas pelos fabricantes e distribuidores, garantindo que o consumidor realmente receba a quantidade exata pela qual está pagando”, explicou o superintendente Ricardo Gambaroni.

 

As empresas autuadas pelo Ipem-SP têm dez dias para apresentar defesa ao órgão. De acordo com a lei federal 9.933/99, as multas podem chegar a R$ 1,5 milhão.

 

Em 2018, a mesma operação encontrou erros em 26% dos produtos fiscalizados nos laboratórios do instituto localizados na capital, Bauru, Campinas, Ribeirão Preto, São Carlos e São José do Rio Preto.

Compartilhar