Mais uma idosa denuncia caso do bebedouro de R$ 2 mil após...

Mais uma idosa denuncia caso do bebedouro de R$ 2 mil após reportagem na Rota das Notícias

Compartilhar

A família de uma idosa de Ibaté registrou um boletim de ocorrência na delegacia de Polícia Civil da cidade, alegando que a idosa caiu em um golpe.

O caso foi denunciado com exclusividade na sexta-feira (09/02), no portal Rota das Notícias.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, os vendedores foram até a casa da dona Geracina de 66 anos, no bairro Encanto do Planalto e disseram à ela que o INSS liberou um bebedouro.

A idosa que estava sozinha em casa acabou caindo na conversa dos “vendedores” e mesmo não sabendo ler e sabendo apenas escrever o nome, ela assinou um contrato em que seriam descontados da folha da aposentadoria R$ 40,00 por mês.

Os vendedores deixaram o bebedouro e foram embora. Quando os familiares viram o bebedouro e o contrato, eles notaram que o total da compra estava em R$ 1.990,00, sendo que, no mercado, o bebedouro custa cerca de 350,00.

Indignados com a situação, a família decidiu elaborar um boletim de ocorrência.

A reportagem da Rota das Notícias investigou o caso e foi no endereço que estava na nota. No endereço de São Carlos, por incrível que pareça, constatamos que não tem loja e sim um escritório financeiro de empréstimo.

Nós entramos em contato com o responsável pela venda do produto e ele desconversou sobre o assunto. Disse que a empresa dele é séria e que junto com o bebedouro, eles enviariam depois da efetivação da compra um aferidor de pressão arterial e um medidor de diabetes.

Mesmo assim, somando todos os produtos, o valor final chegaria a mais ou menos R$600,00.

Em relação ao valor, Reginaldo que é o responsável pela empresa disse que é referente ao valor final do empréstimo, sendo os juros cobrados em relação a quantidade de parcelas.

Mais um caso:

Após a nossa reportagem, nós recebemos a informação de que mais uma idosa caiu na lábia dos vendedores.

Desta vez, o caso foi no Centro, onde uma idosa de 62 anos recebeu os vendedores e assinou o contrato com o débito da conta da aposentadoria. O valor total da compra foi de R$ 2.872,80. Diferente do outro caso, os vendedores não deixaram o bebedouro e afirmaram que enviariam depois.

Os familiares relataram à nossa reportagem que foram até a financeira que fica em São Carlos, para tirar satisfação com o responsável pela empresa, que acabou cancelando a compra da idosa.

A Polícia Civil de Ibaté está investigando o caso.

Compartilhar