Movimento GLBT exige pedido de desculpas de vereador e dá demonstração de...

Movimento GLBT exige pedido de desculpas de vereador e dá demonstração de desrespeito e ódio na Câmara de São Carlos

Compartilhar

Integrantes do movimento GLBT de São Carlos, estiveram na Câmara Municipal de São Carlos, onde foram protestar contra um vídeo postado pelo vereador Leandro Guerreiro (PSB), em que ele critica uma cartilha que promove a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis. No vídeo, o vereador disse que aas imagens da cartilha eram pornográficas e impróprias para as crianças, já que na foto tinha três casais, um heterosexual e dois homosexuais na cama e cobertos com um lençol.

O vereador não aprovou os desenhos que estavam sem roupa e deibaixo dos lençóis, mas o movimento GLBT se sentiu ofendido com a declaração do vereador e decidiu ir à Câmara Municipal.

Durante a sessão, foi cedido o espaço para o grupo se expor e comentar sobre as dificuldades que enfrentam em todo o mundo, devido ao preconceito que ainda é muito grande. Inclusive, as ativistas Ângela Lopes de Almeida e Niege Pavani utilizaram a tribuna livre e declararam que o vereador se equivocou na crítica à peça publicitária e fez um discurso de ódio e velado.

Apesar de defender os direitos, o grupo agiu de forma agressiva e com ódio contra o vereador Leandro Guerreiro, que foi interrompido em suas declarações e várias vezes foi chamado de homofóbico.

O Presidente da Câmara Municipal, Júlio César, ainda teve que chamar a atenção do grupo, pedindo respeito no plenário, já que utilizaram a tribuna livre e não foram imterrompidos.

Com gritos, o grupo exigia que o vereador pedisse desculpas pelo vídeo postado. Já o vereador, deixou claro que não ofendeu ninguém. “Não vou me desculpar porque eu não ofendi vocês. Vocês que me ofendem dizendo que sou o Bolsonaro do Aracy e o Feliciano de São Carlos”, Declarou Leandro.”

 

Compartilhar