Policia Militar de Ibaté age rápido e prende dupla logo após roubo...

Policia Militar de Ibaté age rápido e prende dupla logo após roubo na cidade

Compartilhar

A PM de Ibaté prendeu na manha desta sexta feira (30/09) dois marginais logo após realizarem roubo pelo bairro Santa Terezinha.

Os policiais militares Cb J.Batista e Cb Gomides realizavam o policiamento preventivo no bairro quando populares informaram a presença de dois indivíduos suspeitos correndo, onde a equipe iniciou a tentativa de abordagem  porém ao visualizarem os policiais se esconderam em uma borracharia próximo ao local.

Ao vistoriar o estabelecimento depararam com os suspeitos, sendo um detido e o outro acabou pulando um muro e continuando a fuga. 

preso-02

Logo após o suspeito tomou de roubo um veículo, inclusive disparando um tiro em direção ao motorista, um senhor que estava estacionando seu automóvel. Iniciou um acompanhamento pelas ruas de cidade sendo o outro suspeito detido pela área central próximo a um posto de combustível, logo após colidir na traseira de outro carro, onde o suspeito foi preso e na vistoria foi localizado uma arma de fogo. Ao retornarem no local inicial da ocorrência,

preso-01

Os policiais tomaram ciência do que havia ocorrido, onde os dois detidos tentaram levar uma camionete e dinheiro de um senhor que estava em frente sua residência que esta em reforma, e como não conseguiram finalizar o crime de forma rápida, amarraram a vitima e agrediram com coronhadas, causando várias lesões no rosto, vindo inclusive a desmaiar devido as agressões.

Com isso, os dois detidos, Rogério de Barros Junior, 26 anos e Everton Silvestre da Silva, vulgo maozinha, de 28 anos, que residem em São Carlos e possuem várias passagens policiais por roubo, foram encaminhados a delegacia de policia e posterior recolhidos a cadeia de São Carlos.

preso-03

A policia exalta a ajuda prestada pela população da cidade que de forma rápida acionou o policiamento e contribuiu muito para a prisão dos criminosos.

A Polícia ressalta que os detidos hoje na cidade são de São Carlos e não tem referencia aos presos fugitivos de jardinópolis.

Compartilhar