Rugby: São Carlos é campeão do Paulista B

Rugby: São Carlos é campeão do Paulista B

Compartilhar

O relógio marcava pouco mais de 16h quando, no sábado (22/10), São Carlos e Templários entraram em campo buscando o título do Paulista B de Rugby. Mesmo com a chuva que começava a cair, cerca de 100 pessoas acompanharam com grande entusiasmo a partida no campo da USP e viram o São Carlos se sagrar, pela primeira vez, Campeão Paulista da Série B.

rugby-02

Jogando em casa, os rinocerontes impuseram o ritmo desde o começo da partida e, aos 9 minutos, abriram o placar pela ponta esquerda: try de Marcelo Cremoneze, sem conversão. O São Carlos fazia 5 a 0 e continuava a pressionar a equipe são-bernardense.

 

Ainda assim, a equipe templária defendia bem e os rinocerontes só conseguiram pontuar com um penal cobrado por Eduardo de Andrade a mais de 50 metros da baliza. São Carlos 8 x 0 Templários era o placar, que não mudaria mais no primeiro tempo apesar das crescentes tentativas do Templários nos 10 minutos finais dessa etapa.

rugby-03

O segundo tempo começou com um Templários disposto a diminuir a desvantagem, mas sem sucesso nas tentativas: logo aos 5 minutos da etapa final, os cavaleiros tiveram um penal cobrado praticamente em frente aos postes e erraram. Por outro lado, o São Carlos se mantinha aguerrido na defesa e não cedia espaços aos visitantes.

 

Porém, aos 16 minutos, Diego Pedreira recebeu o cartão amarelo e deixou o São Carlos com um jogador a menos. Aproveitando-se disso, o Templários avançou e conseguiu marcar seu try, que não foi convertido.

rugby-04

O placar ficava em São Carlos 8 x 5 Templários. Todavia, o São Carlos reagiu três minutos depois quando, uma vez mais, Andrade converteu um penal. Chegava-se a metade do segundo tempo e o placar ficava em São Carlos 11 x 5 Templários.

O São Carlos voltava a crescer na partida e, após o retorno de Pedreira do sin-bin, os rinocerontes assumiram as ações da partida. Numa arrancada pela ponta esquerda, Alexandre Bertuga arrastou três marcadores e a bola sobrou para Andrade, que anotou mais um try para os rinocerontes. Andrade mesmo converteu. O placar ficava em São Carlos 18 x 5 Templários.

Acontece que, aos 30 minutos, Jonnathan Carvalho tomou amarelo e deixou o São Carlos com um a menos mais uma vez. Ainda que se desdobrassem na defesa, os auri-rubros sentiam o cansaço de final de partida e acabaram cedendo mais um try para os visitantes que, dessa vez, foi convertido. O Templários diminuía a vantagem para 6 pontos e deixava o jogo em aberto. Contudo, o tempo regulamentar já estava estourado e o jogo terminado! O São Carlos se sagrava Campeão do Paulista B 2016 na sua segunda participação na divisão e pouco mais de dois anos após vencer o Paulista de Acesso (atual Série C). E a torcida invadia o campo pra comemorar com os atletas!

Com a vitória, o São Carlos não só assegurou o título, mas também foi contemplado com uma vaga na Série A do Paulista de Rugby, divisão principal da categoria. Ademais, também fica na confirmação de uma vaga na Taça Tupi, segunda divisão nacional.

Jean Marc Volland, treinador da equipe, comentou sobre a partida: “Provavelmente, nosso jogo mais duro do ano – como esperávamos que seria uma final. O time entrou decidido e preparado para ganhar e mostrou isso nos 30 minutos iniciais nos quais preservou a posse de bola e impôs o ritmo. Tivemos 4 jogadores lesionados que precisaram abandonar a partida, o que desorganizou um pouco minha opção tática. Mas temos o beneficio de se ter um elenco equilibrado e mantivemos o nível mesmo com essas trocas inesperadas. Para apimentar e dar um pouco mais de emoção, ainda recebemos dois cartões amarelos no segundo tempo o que nos fez jogar metade da segunda etapa com um jogador a menos. Mas a vontade e garra dos  nossos jogadores prevaleceu e mesmo tomando pressão nos últimos minutos, nos superamos na defesa e conseguimos segurar as tentativas de ataque falhando no último lance, que culminou com um try deles.  Todavia, o placar já estava garantido e saímos vitoriosos. Orgulho desta equipe!”.

rugby-01

“Ainda não caiu a ficha do nosso feito”, comentou Rafael Vicente, presidente da equipe. “Foi muito difícil chegar até aqui, dividindo a dedicação ao Rugby São Carlos com a família e o trabalho, sempre com pouco apoio. Mas deixamos claro que o rugby interior merece mais atenção das entidades que regem o esporte. Acho que essa geração de jogadores, de São Carlos e região, está marcando época no Rugby paulista e do interior assim como a geração do Jean marcou época no São José. É o início de uma nova era, que mostra que trabalho fora e dentro do campo pode mostrar muito resultado e levar as equipes até a elite, mesmo sem apoio – a exemplo do próprio Templários, que chegou guerreiro numa final com pouco apoio e sem campo fixo para jogo e ainda mantém uma esperança de se juntar a nós na Série A. Da mesma forma, merecemos mais atenção e apoio do governo municipal. Estamos na elite do Rugby paulista. Agora não há mais desculpa. Somos a melhor equipe da cidade. Mas não é só isso que queremos para o futuro da equipe. Ganhar um título por ano não significará nada se não tivermos apoio para desenvolver o esporte e oferecer e ensinar nossos valores à sociedade, principalmente às crianças. Espero de coração que essa taça seja a chave para abrir essas portas”, finalizou.

A equipe, também, agradece por demais os atletas do Locomotiva (Araraquara), Ribeirão Preto, RURC (Rio Claro) e AFA (Pirassununga) que combinaram forças conosco nessa empreitada vitoriosa. Agora, o São Carlos começa sua preparação para o calendário de sevens do final do ano, mas não antes um merecido descanso nessa semana.

A partida também ficou marcada pela continuação da Campanha do Outubro Rosa em prol da Rede Feminina São-carlense de Combate ao Câncer, que arrecadou cerca de 50kg de alimentos, e pela primeira transmissão via rádio de uma partida do São Carlos, que atingiu torcedores por todo o Brasil e, mesmo, na Austrália e Nova Zelândia.

O São Carlos tem como patrocinadores a clínica de fisioterapia Fisio & Cia., o sistema de rastreamento animal AnimallTag e a loja de suplementação La FitStore, conta com a parceria do Escritório de Contabilidade Valverde, do Bar do Alex, da academia Território Fit, da Passeio do Pet, do restaurante You Oki, da clínica Cuhidar, da Pupilar Ótica, da Otimize Fisioterapia, da cirurgiã dentista Gabriela Facchini Lee, da sorveteria Ice by Nice, do Bar do Português e tem o apoio dos departamentos esportivos e das Atléticas da USP São Carlos e da UFSCar.

 

Compartilhar